O vestido Met Gala de Gigi Hadid é a perfeição de supermodelo com experiência em tecnologia

Não faltam interpretações sobrecarregadas de como a tecnologia está impulsionando a moda no 'Manus x Machina' deste ano, com o tema Met Gala. Mas uma das traduções mais interativas da ideia está ocorrendo no tapete vermelho, e não dentro do museu - estamos falando sobre o vestido que Tommy Hilfiger projetou para a modelo e a queridinha da mídia social Gigi Hadid. O vestido tem toda aquela coisa da era espacial - chique em espadas - junto com proporções de supermodelo de cintura império, graças a uma sobreposição diáfana, que por sua vez revela um espartilho bordado com lantejoulas. Foi, segundo Hilfiger, uma verdadeira colaboração entre homem e máquina. “Minha inspiração veio de máquinas modernas fundidas com o glamour da Velha Hollywood”, diz o designer. “Vimos peças nostálgicas e femininas de nossa coleção de outono de 2016 mais recente e, em seguida, as reimaginamos com um toque futurista.”

Hadid não é um assunto tão rebuscado quando se trata de vestidos inspirados em tecnologia. A modelo exerce uma forte influência nas plataformas de mídia social, variando de seus Snapchats viciantes a seus milhões de seguidores no Instagram. “É emocionante ver Gigi abraçar esses mesmos valores e usar a mídia social para compartilhar o mundo da moda com seus seguidores em todo o mundo”, diz Hilfiger, que certamente acredita no domínio da jovem estrela sobre seu público: ele colaborou com Hadid em sua própria cápsula coleção sob o guarda-chuva Hilfiger, bem como alistou-a como uma 'Tommy Girl', ou embaixadora da marca. “Ela está oferecendo uma visão única dos bastidores de sua vida”, diz Hilfiger sobre as tendências de mídia social de seu par. “Esse espírito inclusivo e otimista é o que torna nossa indústria tão empolgante e atraente, e eu acho isso muito inspirador”. Sem mencionar que fornece um brilho muito bem-vindo no tapete vermelho.